Welink Architects Welink Architects
me-arquitectos-entrevista

ME Arquitectos | Entrevista

Welink Architects

Welink Architects

ME Arquitectos | Entrevista

João Reino tem 56 anos é arquiteto e responsável na ME Arquitetos em Lisboa.

Percurso Curricular e Profissional

Licenciado pela Faculdade de Arquitetura de Lisboa, iniciou a sua atividade profissional no ramo da hotelaria, projetando diversas unidades hoteleiras, com especial incidência no Algarve.

 

Exerceu funções, durante cerca de doze anos, na Câmara Municipal de Lisboa, onde, para além de consultor em diversas áreas, foi autor de projetos de espaços público assim como de diversos equipamentos. Assinou projetos de reabilitação para bairros históricos (destacando-se os territórios de São Bento, Baixa Pombalina, Chiado e Mouraria).

 

Paralelamente desenvolveu atividade privada com atelier próprio, executando projetos e acompanhamento de obra nas áreas da habitação (apartamentos, moradias, quintas, loteamentos) e comércio (restaurantes, hotéis, residências assistidas e spas). Participou em diversos concursos merecendo o 1ro Prémio em concurso para a execução de edifício de apoio no Cemitério de Benfica, em Lisboa, e Menção Honrosa de Elevado Interesse Conceptual com o projeto de reabilitação e museologia do Convento de S. Francisco, em Setúbal.

João Reino, exerce, assim, arquitetura desde 1990. Em 2008 optou por sair da Câmara Municipal de Lisboa para abrir o seu próprio gabinete de arquitetura.

 

Desenvolve, então, atividade em empresa própria – ME Arquitectos (ModElementar, Lda.), nas mais diversas áreas da Arquitetura, com especial incidência na Reabilitação Urbana, para além de obra nova e concursos públicos para a Câmara Municipal de Lisboa e Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

A escolha da profissão

Sempre gostou de criar e transformar espaços, seja através do planeamento de novos edifícios como também da reabilitação de espaços existentes, adaptando-os a uma forma mais contemporânea de habitar, em respeito com a memória e o património pré-existente.

Profissão

Fundou a ME Arquitectos (ModElementar, Lda.) em 2008 em parceria com o sócio, Tiago Costa Luís, para em conjunto podermos trabalhar numa área que os apaixona - a arquitetura e a reabilitação urbana. É nessa área que têm desenvolvido grande parte da nossa atividade, com especial incidência no centro histórico de Lisboa, embora também sejamos autores de diversos projetos contemporâneos em diversas parte do país.

 

João Reino é então co-fundador da empresa, desempenhando a função de arquiteto autor de projeto, também coordenando a arquitetura com as diversas especialidades (topografia, as diversas engenharias, medições, etc.), acompanhando toda a fase processual do projeto bem como a obra até à sua conclusão.

 

Para João, o seu dia a dia como arquiteto é dividido entre o processo criativo e a gestão dos projetos, reunindo também com clientes para apresentação e discussão de propostas e conceitos. A equipa assegura as diversas tarefas necessárias à boa execução e implementação dos mesmos.

 

Defende que o lado positivo da sua profissão é o contacto com diversos tipos de clientes e as suas mais variadas necessidades, procurando sempre a melhor solução para o projeto pretendido, aliando a criatividade à exequibilidade técnica. Já como dificuldade da arquitetura, João aponta a evolução da legislação aplicada à construção e às atividade associadas. Na sua opinião é fundamental projetar com a regulamentação presente, a qual às vezes condiciona o processo criativo ou a vontade do cliente.

Qualidades / Competências

Quais são as qualificações exigidas para a sua de arquiteto?

Para além da formação base em arquitetura, com curso superior reconhecido e inscrição na Ordem dos Arquitetos, é necessário manter-se atualizado no que respeita às novas necessidades da arquitetura contemporânea, bem como novos materiais e técnicas.

 

No ambiente profissional, João descreve o gabinete com muito trabalho em equipa e num ambiente de proximidade, promovendo uma boa relação com colaboradores e clientes, aliando o rigor e o profissionalismo ao prazer de trabalhar os diversos projetos que surgem.

 

O que mais agra João, na sua profissão como arquiteto, é o facto de além de poder trabalhar numa área ligada à criatividade, ser bastante compensador ver o projeto concluído, ultrapassando as expectativas do cliente.

 

Sobre a evolução da profissão, João afirma que "A arquitetura e o design são áreas complementares e bastantes enraizadas na nossa história e cultura, provando-se essenciais nas mais diversas facetas da nossa sociedade. A sua evolução acaba por ser um processo natural, acompanhando a tecnologia no desenvolvimento de novas técnicas e materiais". 

 

Como perspetivas de desenvolvimento, João, pretende acompanhar o mercado na procura de novas oportunidades de projeto, nas mais diversas áreas da arquitetura, seja através da reabilitação urbana e remodelação de edifícios existentes, como na execução de obra nova.

 

Como conselho para quem inicia agora a profissão João deixa a mensagem "praticar a atividade sempre com respeito pela profissão e pelo cliente".

É arquiteto?

Registe sua empresa na primeira plataforma para arquitetos