Welink Architects Welink Architects
arquitetura-sustentavel

Os desafios de uma arquitetura sustentável

Welink Architects

Welink Architects

Os desafios de uma arquitetura sustentável

Embora o termo construção ecológica tenha surgido pela primeira vez nos anos 60, tornou-se uma preocupação central nos últimos tempos.

 

As questões da mudança climática estão a influenciar muitos setores, tais como os transportes, a moda e a energia, para os tornar mais ecológicos. A arquitetura não é uma exceção a esta transição ecológica.

 

Uma variedade de novos métodos e uma mudança na utilização de certos materiais tornam possível reduzir o impacto da arquitetura e da construção no planeta.

O que é a arquitetura sustentável? 

A arquitetura sustentável tem como objetivo tornar o setor mais eficiente em termos de impacto ecológico. É agora um setor por direito próprio que visa projetar edifícios com uma pegada ecológica cada vez mais pequena. 

 

Para o conseguir, a arquitetura sustentável utiliza apenas técnicas e materiais amigos do ambiente e tem como objetivo otimizar a eficiência energética do edifício. Certos métodos de conceção e construção são centrais para uma arquitetura sustentável. 

 

O primeiro passo de um projeto de construção ecológica é a escolha da orientação do edifício. Os elementos que irão determinar esta escolha são

  • a quantidade de luz solar
  • exposição ao vento
  • proximidade de uma zona arborizada

Uma orientação que se adapte às especificidades da terra aumentará a entrada de energia natural e minimizará a perda de energia. 

 

Quanto mais compacta for a forma do edifício, mais limita as perdas de energia. Com um edifício compacto, a relação entre a superfície dos espaços interiores e as fachadas expostas às intempéries aumenta. 

 

Também se presta especial atenção às janelas, tanto em termos de localização como de tipo de vidro - por exemplo, se é envidraçado duplo ou triplo. O isolamento térmico e os sistemas de gestão e recuperação de água e calor (por exemplo, bombas de calor geotérmicas) são outros elementos importantes da eco-construção. 

Materiais e técnicas de eco-construção

A escolha dos materiais utilizados na construção de um edifício sustentável é essencial. A arquitetura verde favorece os materiais naturais e recicláveis. Materiais como argila, madeira, terra, palha, cal, linho, cânhamo, pasta de celulose, tijolos recicláveis e tintas naturais são todos eficazes e têm um baixo impacto ambiental. 

 

A ecoconstrução utiliza assim materiais naturais, reutilizáveis, saudáveis e produzidos localmente.  

O equipamento da casa ecológica

O isolamento térmico do edifício e os eco-materiais utilizados na sua construção conferem-lhe uma estrutura durável. Deve então ser dotado de equipamento energeticamente eficiente. 

 

Um sistema de aquecimento eficiente e ecológico faz parte do equipamento de uma estrutura sustentável. Os painéis solares fotovoltaicos, uma bomba de calor ar-água e um fogão a lenha ajudam a poupar energia e a reduzir a pegada de carbono da estrutura, uma vez que estes sistemas não emitem CO2. 

 

Finalmente, um sistema de ventilação eficiente ajuda a evitar problemas de humidade. Um sistema de ventilação de duplo fluxo garante um ambiente saudável.

Porquê recorrer a um arquiteto para um edifício eco-responsável?

A conceção e construção de um edifício eco-responsável requer a intervenção de especialistas que ajudarão a otimizar as suas virtudes ecológicas.

 

Nas práticas arquitetónicas, os desafios da construção sustentável estão no centro das suas preocupações. A Modelação da Informação de Construção tem vindo a ser cada vez mais utilizada para modelar um projeto como um todo, criando um modelo 3D que tem em conta o seu impacto ambiental e avalia o seu desempenho energético desde a fase de conceção.

É arquiteto?

Registe sua empresa na primeira plataforma para arquitetos